quinta-feira, 22 de abril de 2010

É Dia do Planeta Terra

Hoje é dia do Planeta Terra - sim, também poderia começar a postagem dizendo que é dia do descobrimento do Brasil, mas aí eu estaria querendo forçar a barra com uma mentira histórica.
Mais importante do que ocupar uma terra que não é nossa é proteger o planeta em que moramos. E como podemos fazer isso? bom, aí é você que tem que se perguntar e ao mesmo tempo, de acordo com sua realidade, responder.
Como Xapuri é conhecida como terra do ambientalista Chico Mendes, cidade verde e coisa e tal digo que não jogue lixo na rua, não derrube nossas árvores (principalmente seringueiras, nosso ouro negro), não queime além do que necessita para plantio, e mais um monte de coisas que vocÊ provavelmente já enjoou de ouvir.
Ah, não posso esquecer de citar que o Dia do Planeta é uma criação americana, de 1970, cujo pai é o Senador Norte-americano Gaylord Nelson e representou o primeiro protesto dos EUA contra a poluição - o que ganhou, evidentemente, o apoio de diversos outros países.
Nota-se que são 40 anos da história desse dia e muito pouco se tem feito para mudar a cara da "Terrinha querida", que está sendo constantemente destruída, aos poucos, por uma porção enorme de humanos suicidas.
Concluindo: que seja um bom Dia pra você (reflexivo, de preferência)!

Foto: Divulgação

quarta-feira, 21 de abril de 2010

Madonna é transformada em boneca

Transformar artistas em bonecas não deve ser tarefa fácil. Transformar Madonna em boneca deve ser mais difícil ainda.
Pois é. Esse é um desafio alcançado com êxito pelo artista plástico Marcus Baby - que já é conhecido por fazer isso com vários outros artistas.
Para conseguir deixar a boneca "no ponto", com os jeitos e trejeitos de Madonna, Marcus levou seis meses de intenso trabalho.
Trabalho pronto e lá está Madonna com o figurino do hit "Vogue" (sucesso nos anos 1990).
Vale ressaltar que não é a primeira boneca que o artista faz da diva pop - com essa são, pasmem, vinte.

As fotos são divulgação do blog do artista Marcus Baby.

segunda-feira, 19 de abril de 2010

Origem do Dia do Índio


Comemoramos todos os anos, no dia 19 de Abril, o Dia do Índio. Esta data comemorativa foi criada em 1943 pelo presidente Getúlio Vargas, através do decreto lei número 5.540. Mas porque foi escolhido o 19 de abril?


Origem da data


Para entendermos a data, devemos voltar para 1940. Neste ano, foi realizado no México, o Primeiro Congresso Indigenista Interamericano. Além de contar com a participação de diversas autoridades governamentais dos países da América, vários líderes indígenas deste contimente foram convidados para participarem das reuniões e decisões. Porém, os índios não compareceram nos primeiros dias do evento, pois estavam preocupados e temerosos. Este comportamento era compreensível, pois os índios há séculos estavam sendo perseguidos, agredidos e dizimados pelos “homens brancos”.

No entanto, após algumas reuniões e reflexões, diversos líderes indígenas resolveram participar, após entenderem a importância daquele momento histórico. Esta participação ocorreu no dia 19 de abril, que depois foi escolhido, no continente americano, como o Dia do Índio.


Comemorações e importância da data

Neste dia do ano ocorrem vários eventos dedicados à valorização da cultura indígena. Nas escolas, os alunos costumam fazer pesquisas sobre a cultura indígena, os museus fazem exposições e os municípios organizam festas comemorativas. Deve ser também um dia de reflexão sobre a importância da preservação dos povos indígenas, da manutenção de suas terras e respeito às suas manifestações culturais.

Devemos lembrar também, que os índios já habitavam nosso país quando os portugueses aqui chegaram em 1500. Desde esta data, o que vimos foi o desrespeito e a diminuição das populações indígenas. Este processo ainda ocorre, pois com a mineração e a exploração dos recursos naturais, muitos povos indígenas estão perdendo suas terras.


Texto publicado no endereço: http://www.suapesquisa.com/datascomemorativas/dia_do_indio.htm

Foto de Sérgio Vale/Secom

domingo, 18 de abril de 2010

Trupe do Banzeiro apresenta em Xapuri


Após diversas complicações com a Fundação Municipal de Cultura de Xapuri para conseguir algo básico (um volante para divulgação), foi apresentado na Escola Estadual de Ensino Fundamental Anthero Soares Bezerra, às 16:30h o espetáculo “Mistério no Reino de Catiripimpim”, da Trupe do Banzeiro.

A peça, que é uma comédia voltada ao público infanto-juvenil, mas também considerada livre para todas as idades, com três temporadas apresentadas em Rio Branco, aborda temas como solidariedade, amizade e empatia, em que um reino, dominado por um soberano mesquinho e tirano, priva seu povo de diversão e comida, por preocupar-se apenas consigo mesmo. E em meio a este cenário, o relógio da cidade, com a ajuda do príncipe, faz o rei a perceber a importância de ouvir as necessidades do povo.

Assistido por grande público em Rio Branco, o “Mistério no Reino de Catiripimpim” pretende atingir o público do interior do estado, disseminando assim o teatro e a cultura para as crianças e jovens dos municípios do estado, que possuem acesso restrito a este tipo de arte.

A Cia. Trupe do Banzeiro pretender estabelecer o intercâmbio com os grupos dos municípios para trocas de experiências e vivências teatrais. Também tem o intuito de disseminar a cultura e as artes, facilitando o acesso às produções culturais produzidas pela humanidade, mantendo assim a arte teatral viva.

O espetáculo faz parte do Reino Itinerante aprovado na Lei de Incentivo à Cultura no edital de 2009 e vai ser apresentado ainda em Sena Madureira, Brasiléia e Epitaciolândia.

Confira a ficha técnica do espetáculo:

Direção e Adaptação: Marcos Areal
Elenco: Gleiciane Nunes – Ministro
Lucka Leme – Príncipe
Marcos Areal - Bobo da Corte
Drika Lopes – Relógio
Mauricélio – Cozinheiro
Sandréia Souza – Rainha
Diego Rebouças – Rei
Cenário: Paulo Félix
Figurino: Gorete Areal
Maquiagem: Trupe
Coreografia: Aj Silva
Sonoplastia: Elton Silva
Adereços:Trupe

sábado, 17 de abril de 2010

Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades

Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades,
Muda-se o ser, muda-se a confiança:
Todo o mundo é composto de mudança,
Tomando sempre novas qualidades.

Continuamente vemos novidades,
Diferentes em tudo da esperança:
Do mal ficam as mágoas na lembrança,
E do bem (se algum houve) as saudades.

O tempo cobre o chão de verde manto,
Que já coberto foi de neve fria,
E em mim converte em choro o doce canto.

E afora este mudar-se cada dia,
Outra mudança faz de mor espanto,
Que não se muda já como soía.


O soneto é de Luiz Vaz de Camões e a foto estava salva no meu pc há tanto tempo - e já vi postada em diversos lugares - que não sei quem é o fotógrafo.

terça-feira, 13 de abril de 2010

Feliz Dia Internacional do Beijo

Ainda em meu momento 'coração mole', inspirado como eu só, posto mais uma imagem em homenagem ao Dia Internacional do Beijo.
Essa é de Shontell Forrest e é intitulada de Little Spring Kisses Become Big Wishes - bem mais light mas não menos linda!
Inspirem-se e beijem mooooiiito!

A origem do Dia do Beijo

13 de abril é o Dia do Beijo. Procurar informações sobre a origem da data de hoje é achar agulha no palheiro. Muitas teorias existem sobre a origem do beijo, entretanto nenhuma delas é confirmada como sendo verdadeira. Reza a lenda que uma delas se dá na Itália, onde existia um tal de Enrique Porchelo. O "Dom Juan" beijava todas as mulheres da vila, inclusive as casadas. No dia 13 de abril de 1882, o padre local, injuriado, ofereceu pagar um prêmio em moedas de ouro às mulheres que não haviam ainda sido beijadas pelo homem. Nenhuma mulher apareceu para receber o prêmio. O padre morreu e o dinheiro continua por lá, em algum lugar.

A palavra beijo vem do latim, basium, e o ato de beijar possui relatos de sua existência desde 2.500 anos a.C., em desenhos nas paredes de templos na Índia. Na Antiguidade, gregos e romanos utilizavam muito o beijo como significado de reconhecimento entre as classes sociais. Você sabia que existem 484 formas de beijar? É o que afirma Pedro Paulo Carneiro, autor do "Dossiê do Beijo", editado pela Catedral das Letras. Para beijar, o ser humano movimenta 29 músculos (12 dos lábios e 17 da língua). Um beijo pode repassar 250 vírus e bactérias diferentes. Ah! Os beijoqueiros sofrem menos de doenças do aparelho circulatório, do estômago e da vesícula. Diminuem também os casos de insônia e de dores de cabeça. Entendes, agora, o motivo de alguns de seus problemas?

Dia 13 de abril também é o Dia do Hino Nacional Brasileiro, o dia do Office-boy e o dia do Jovem. O site Best Kiss reúne imagens (algumas enviadas pelos leitores) de cenas de beijos, entre elas a de Chad Wright (foto).

Texto publicado originalmente no blog http://blogs.abril.com.br/divadomasini
A foto é de Chad Wright.